Educação & Comportamento Mulher & Maternidade Reflexões

Ei, meu filho não tem “namoradinha”, ele é apenas uma criança.

18 de janeiro de 2016

Eu tento estabelecer uma relação de confiança com meus filhos e embora muito pequenos (Miguel com 5 anos e Guilherme com 3 anos) , procuro conversar muito sobre tudo, principalmente sobre assuntos que envolvem a vida escolar como por exemplo a forma de se relacionar com os colegas. E dentro deste tema, não dá pra não falar sobre “o namoro na infância”.

water-1036878_960_720

Na minha opinião, crianças não namoram, elas apenas se relacionam. Porém, na atual configuração social, tem se tornado cada vez mais frequente a não diferenciação entre crianças e adultos. Além disso, é quase cultural alguns pais ou familiares próximos perguntarem às crianças, principalmente àquelas que estão na escola, se eles já tem algum(a) namoradinho(a), independente da idade. E isso fica mais evidente quando esses filhos são meninos. Alguns pais, ficam até incomodados quando a resposta é “não tenho”.

A verdade é que muita gente acha “engraçadinho” ou “bonitinho” a criança dizer que tem um(a) namoradinho (a). Aliás, muita gente acha o máximo a criança não ser mais criança. Vejo alguns pais batendo no peito todo orgulhosos dizendo: “Meu filho não aceita dessa forma, não há o que faz ele mudar de ideia, já é um adulto!”

crianças-brincando-na-praia

Eu entendo que o conceito de namorar na infância não necessariamente quer dizer que eles se relacionam como um adulto, com compartilhamento de beijinhos e carinhos mais íntimos. Seria ótimo se ficasse claro para a criança que namoro na infância é uma amizade inocente em e nada mais,  mas infelizmente não funciona assim. Há muita influência externa competindo com as orientações dos pais. Por isso o diálogo frequente a respeito do tema é cada vez mais necessário e importante.

“O tal do “namoro”, como eles chamam, não tem de ir além de querer ficar perto, pegar na mão, abraçar… E só. Quando a coisa passa do limite é que os pais e professores precisam interferir. “Para que o desenvolvimento da criança siga um curso adequado, os adultos precisam colocá-la no seu devido lugar”, ( psicoterapeuta Silvia Petrilli – Revista Pais & Filhos).

Aqui em casa, falo para meus filhos que eles são crianças e que crianças não namoram, portanto, não tem namorada e sim amiga, coleguinha, prima.  Explico que com o tempo certo poderão namorar mas que o momento deles agora é outro, que estão no começo de uma longa vida. Não abordo o assunto como algo abominável, como um tabu, muito pelo contrário, antes disso escuto o que pensam a respeito, buscando compreender o conceito que estão tendo sobre o tema e com base nisso, coloco o meu entendimento.

O que não quero é que meus filhos pulem etapas da vida simplesmente porque se sintam cobrados por uma sociedade que cada vez mais estimula a “adultização” da infância . A vida deles, precisa seguir um ritmo natural pra que consigam aproveitar cada momento e não cresçam tendo a sensação que não aproveitaram.

Outro dia, meu Miguel que tem 5 anos e se expressa com mais clareza que o Guilherme me contou que na escola tem uma coleguinha que ele gosta mais que as outras. Ao perguntar o motivo dele gostar dela mais que as outras a resposta foi que ela era a mais legal e também mais bonitq. Ao final da nossa conversa, eu disse pra ele que achava muito bonito esse carinho que nada mais era que uma amizade.

E é assim ele trata esse sentimento sempre que fala dela, como uma amizade gostosa de alguém que ele quer ficar perto.

girl-640107_960_720

You Might Also Like

1 Comentário

  • Responder Juliana 9 de agosto de 2016 em 19:40

    Nossa muito bom ler esse texto e poder ver que não sou a única a pensar dessa forma. Fico indignada com isso que para os outros é tão normal. Adultos que ainda estimulam pegando duas crianças e dizendo pra uma beijar a outra, mtos acham fofinho, batem foto, chamam os outros pra ver, mas não consigo ver beleza nenhuma nisso, que não condiz com a idade deles.

  • Deixe um Comentário

    ❣ Tem um site? Escolha um de seus últimos posts para aparecer após seu comentário!
    %d blogueiros gostam disto: