Mulher & Maternidade

Conselho de Medicina veta cesáreas antes de 39 semanas de gestação

21 de junho de 2016

O Conselho Federal de Medicina (CFM) anunciou nesta segunda-feira (20) uma nova resolução que determina que cesáreas só podem ser realizadas a partir de 39 semanas de gestação. Antes, o período estabelecido para o agendamento de uma cesárea era de 37 semanas.

O Dr. Alfonso concorda que a decisão do órgão visa melhorar a condição da criança ao nascimento.

“O alto número de cesarianas antes de 39 semanas era motivado, principalmente, por uma decisão exclusiva da mãe, portanto eram cesarianas eletivas que não levavam em conta o eventual sofrimento do bebê ou estava relacionado a qualquer problema com a mãe durante o parto”.

 

cesárias

Agora, com a resolução do CFM que regulamenta os partos, as cesáreas só poderão ser realizadas antes do prazo de 39 semanas nos casos em que há riscos evidentes para a saúde da mãe ou do bebê.

“O parto cesáreo depois de 39 semanas evita que essa criança saia da barriga da mãe no momento errado e, de repente, possa vir a sofrer complicações como ir para uma UTI, ter problema respiratório, alteração de glicemia, entre outros”, destaca o especialista.

Dr. Alfonso esclarece no entanto que se mesmo ciente dos riscos do parto cesáreo, a mãe ainda quiser optar pela cesariana, a decisão terá que ser respeitada, porém de acordo com a nova resolução, a data só poderá ser agendada após 39 semanas.

“É obrigação do profissional de saúde explicar para mães quais estes riscos e os prós e contas de cada via de parto”, completa o ginecologista.

 

Clínica Mãe

www.mae.med.br

Dr. Alfonso Araújo Massaguer – CRM 97.335

É Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Ginecologista e Obstetra pelo Hospital das Clínicas e Especialista em Reprodução Humana pelo Instituto Universitário Dexeus – Barcelona. Dr. Alfonso é diretor clínico da MAE (Medicina de Atendimento Especializado) especializada em reprodução assistida. Membro da Federação Brasileira da Associação de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), das Sociedades Catalãs de Ginecologia e Obstetrícia e Americana de Reprodução Assistida (ASRM). Também é diretor técnico da Clínica Engravida e autor de vários capítulos de ginecologia, obstetrícia e reprodução humana em livros de medicina.

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: