Mulher & Maternidade Saúde

Como saber se a pressão está alta durante a gravidez?

31 de março de 2020

A pressão alta durante a gravidez afeta muitas mulheres e traz com ela muitas preocupações, mas a alteração da pressão nesse período é normal. Geralmente, ela sofre uma pequena queda nos primeiros três meses, acentuando no segundo trimestre e voltando ao normal nos últimos três meses.

Conforme o momento do parto se aproxima, pode ser que a pressão arterial aumente ligeiramente. Agora se a pressão permanecer alta, principalmente depois das 20 semanas de gestação, aí sim vai ser preciso consultar o obstetra. Vamos falar um pouco mais sobre como saber se a pressão está alta durante a gravidez.

gravidez

Quais são os valores de referência para a pressão alta durante a gravidez?

O valor para pressão alta na gravidez é o mesmo de qualquer outra pessoa, 14 por 9. O que diferencia, no caso das gestantes, é o aumento na pressão sistólica (máxima) e diastólica (mínima). Para entender melhor sobre esses valores, você pode conferir o post “Você sabe quando a pressão arterial é considerada alta?”.

O que acontece é que durante a gestação, qualquer aumento acima de 300 mmHg na pressão sistólica e acima de 150 mmHg na diastólica, é considerado que a gestante está com a pressão alta. Nesse caso, ela deverá ser acompanhada de perto pelo seu médico obstetra para tomar todas as precauções possíveis e fazer o tratamento adequado.

Quais são os sintomas da pressão alta durante a gravidez?

Se você sentir inchaço nos pés e nas pernas ou até mesmo nos braços, mãos e face, você deve ficar alerta. Presença de espuma na urina, vista embaralhada, dores abdominais, na cabeça e no estômago e até convulsão também são sinais de que sua pressão pode estar alta. Não deixe de entrar em contato com o seu médico.

A pressão alta durante a gravidez pode causar amadurecimento acelerado da placenta e diminuição da nutrição do feto. Isso pode causar a redução do crescimento do bebê e o deslocamento da placenta nas fases finais da gravidez, trazendo até risco de morte à criança.

Quais são os fatores de risco para desenvolver a pressão alta durante a gravidez?

Mulheres que estão esperando o primeiro filho tem mais chances de desenvolver a pressão alta durante a gravidez. Aquelas com idade abaixo de 18 anos e acima dos 35 anos também devem ser observadas de perto. São idades que se encontram nos dois extremos reprodutivos da vida.

Quando a gestante já tinha sobrepeso antes de engravidar e as que ganham muito peso durante a gravidez também estão no grupo de risco. Assim como aquelas que têm caso de pré-eclâmpsia na família. Isso aumenta em três vezes a probabilidade de o problema se repetir em parentes até o segundo grau.

Estou com a pressão alta. E agora? Tem tratamento?

Como citamos anteriormente, a hipertensão durante a gravidez tem tratamento sim. Ele é feito com repouso, medicamentos, dieta leve, equilibrada e com pouco sal. Nada de ingerir alimentos industrializados, embutidos e mais de uma xícara de café por dia. Fazer caminhada, ioga ou hidroginástica também são ótimas para ajudar nesse tratamento, justamente por serem exercícios ideais para gestantes.

A gestante deverá fazer um acompanhamento com o obstetra e tomar o medicamento indicado pelo médico durante os nove meses, podendo sofrer ajustes da dosagem nesse período. Em casos mais graves, o médico ainda pode antecipar o parto para evitar que evolua para uma eclampsia, tudo isso na tentativa de preservar a vida da mulher e da criança.

Como monitorar a pressão arterial?

Levando em consideração tudo o que falamos neste post, uma das maiores recomendações nesses casos é ter um aparelho de pressão em casa. Você só vai poder dizer se a sua pressão está boa, ruim ou oscilando se você tiver um meio de aferir sua pressão. Com um aparelho de pressão em mãos, a gestante pode tomar as devidas providências no momento certo.

Leia também: Manual de viagem para quem está gestante

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: