Teatro

Chapeuzinho Vermelho – Le Plat du Jour

2 de agosto de 2019

Chapeuzinho

Criada pelas atrizes Alexandra Golik e Carla Candiotto há 23 anos, em Paris, a premiada Cia. Le Plat du Jour, um dos grupos de teatro infantil mais prestigiados do Brasil, entra em cartaz na sala B do Teatro Alfa com a primeira produção da dupla  – a peça Chapeuzinho Vermelho, de  2001. A temporada acontece entre dia 3 de agosto e dia 1º de setembro, com sessões aos sábado e domingos, às 16 horas.

No palco, as atrizes Renata Maia e Natalia Vooren apresentam uma versão pouco convencional do conto clássico dos Irmãos Grimm, na qual as artistas, usando técnicas de clown, mímica, dança e malabarismo, entre outras, se revezam na pele dos personagens da fábula.

ChapeuzinhoTudo começa como uma grande brincadeira, onde duas palhaças descobrem um armário cheio de chapéus. Estes chapéus as conduzem por uma “viagem de brincadeiras”, onde o fio condutor é dado pela história de Chapeuzinho Vermelho. Ora contam a história, ora brincam com os elementos da mesma, ou seja, há uma tônica constante no fato de serem duas palhaças tentando fazer o melhor para conseguirem contar a história.​

Os chapéus definem os personagens. Quando os colocam tornam-se a Chapeuzinho Vermelho, o Lobo Mau, a Mãe, a Avó e o Caçador.   Quando os tiram transformam-se em palhaças, tornando-se clara a “brincadeira dentro da brincadeira”, assim como a linguagem do teatro dentro do teatro. Baseada na versão dos Irmãos Grimm, a Cia inventou a própria versão de Chapeuzinho Vermelho.​

Os recursos utilizados são inúmeros, desde coreografias de dança e de movimentos clownescos até a utilização de instrumentos musicais; passando pelo canto, pela farsa, a mímica, a manipulação de objetos, teatro físico, pelo lúdico, nonsense, sobretudo pela linguagem do palhaço.​

Nesta versão de Chapeuzinho Vermelho o Le Plat du Jour e o diretor Fernando Escrich, optaram por fazer um espetáculo divertido e visualmente interessante para crianças de todas as idades, sem perder de vista um fator muito importante: o de quem as leva ao teatro. E foi pensando nisso que a Cia idealizou um espetáculo que possibilite também ao adulto o prazer de estar ali.

Sobre a Cia Le Plat Du Jour

 

A Cia. Le Plat du Jour, fundada por Alexandra Golik e Carla Candiotto, nasceu em Paris em 1992 e há 27 anos tem sua sede na cidade de São Paulo, de onde vem construindo uma trajetória de reconhecimento no teatro, principalmente pela qualidade, seriedade e linguagem diferenciada, com que lida na adaptação dos contos tradicionais da literatura infantil para teatro. Com mais de treze montagens, público estimado de quarenta mil pessoas por ano, amplo reconhecimento por parte da crítica especializada e uma trupe de 20 atrizes envolvidas diretamente no processo criativo e nas montagens, a Cia. Le Plat du Jour, entre seus projetos sente a necessidade de realizar, cada vez mais, a circulação de seus espetáculos.

A linguagem da Cia. tem como característica adaptar de uma forma única os clássicos da literatura infantil, com o uso de um senso de humor muito característico, presente nas soluções cênicas e nos textos, humor esse que advém do olhar das diretoras da Cia., palhaças com larga experiência nesse ofício (as fundadoras da Cia. são palhaças desde 1990, tendo passado por importantes grupos como Doutores da Alegria). São também muito presentes nos espetáculos o uso diversificado de onomatopéias, técnicas de mímica, teatro físico e commedia dell’arte, que contribuem para o ponto forte do grupo que é a interpretação e a desenvoltura das atrizes-palhaças, ao se desdobrarem em diversos papéis em cena.

Subverter de uma forma inteligente e irreverente os contos clássicos, as expectativas do público e instigar o pensamento, não só da criança, mas também dos pais e educadores é interesse primordial da companhia.

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: