Mulher & Maternidade

Como fazer seu filho comer bem com 10 regrinhas para refeições alegres

28 de maio de 2019

meufilhonaocome

Seu filho não quer comer?

É frequente entre pais as queixas sobre a rotina alimentar dos filhos, seu apetite e suas preferências. Lidar com a alimentação infantil não é fácil mesmo. Essa é uma tarefa diária, que começa antes de o pequeno vir ao mundo.

Confiram algumas dicas do livro “Filhos: Manual de Instruções – para pais das gerações X e Y”:

  1. Apresente à criança pequena o prato já composto com pequenas porções de cada elemento nutricional importante: arroz, feijão, um pedacinho de carne ou frango, legumes e/ ou salada crua e como sobremesa frutas variadas.
  2. Não faça da refeição uma obrigação – lembre-se: come quem tem fome!
  3. Não deixe que seu filho a chantageie para comer: quase sempre tal atitude surge quando a criança percebe que pode fazer isso.
  4. Nada de contar historinhas, fazer aviãozinho ou promessa do tipo “se comer tudinho”…
  5. Quando a criança pequena disser que não quer mais, ou ser mostras de que está saciada, certifique-se perguntando – com calma e sem ansiedade. Se ela confirmar, retire o prato. Sem hesitar. E não volte atrás.
  6. Não ofereça nada até a próxima refeição – mesmo que a criança peça.
  7. Se a criança rejeitar a refeição toda, quer dizer, não comer absolutamente nada, você pode encurtar o intervalo da próxima. Não significa oferecer comida de cinco em cinco minutos, até que ela, afinal, graças a Deus, aceite lhe dar o grande, o enorme prazer de se alimentar! Nem significa esquentar e colocar de novo a comida no prato dali a dez minutinhos ao ouvi-la dizer com a cara mais limpa “agora eu quero!”. É bem provável que se trate de manipulação, a não ser que ocorra poucas, bem poucas vezes.
  8. Na refeição seguinte, caso a criança tenha comido menos que a metade do que foi oferecido na anterior, prepare o prato com os mesmos nutrientes da refeição anterior – mas não aumente a quantidade, seguramente, agora, ela comerá mais.
  9. Se a criança disser que está com fome, ainda que esteja próxima a hora da refeição, não “corra alucinadamente,” trazendo-lhe o prato. Vá com calma, esquente, “embrome um pouquinho” – assim a fome aumenta e ela come mais.
  10. Não pense que a estratégia de educação alimentar não funcionou se nas primeiras vezes as coisas não melhorarem. Adquirir maus hábitos é mais rápido do que perdê-los. Quanto mais tempo você tiver permanecido em situação de chantagem, mais demorará para sanar o problema. Contudo, vai sanar. Tenha calma. Persista. Seu filho está testando o quanto você quer mesmo mudar a situação. Esperto, não?

Texto extraído do livro “Filhos: Manual de Instruções – para pais das gerações X e Y”
Autora: Tania Zagury

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: