Marcas que eu amo

Marcas que eu amo: A história do sorvete HÄAGEN-DAZS

10 de setembro de 2019

Algumas oportunidades, como, mudar o posicionamento e perceber as necessidades dos clientes, podem não estar tão explícitas. Por exemplo, nem sempre é possível oferecer um diferencial para o cliente de forma clara, o sorvete HÄAGEN-DAZS, pode ser citado como referência, o mesmo era considerado “o sorvete mais gostoso” até 1960 nos Estados Unidos. Quando os anos 60 chegou, as pessoas ao descobrirem que o sorvete não era dinamarquês (considerado o melhor na época) passaram a dizer que não gostavam. Muitas marcas de sorvete de qualidade, em que antes prosperavam, acabaram sucumbindo e se tornando vítimas dessa mudança no mercado.

Haagen

Reprodução Instagram

No entanto, percebendo a mudança, a sorveteria trocou de nome e escolheu um que soava escandinavo, e assim, o nome Haagen-Dazs surgiu. Dessa forma, é possível perceber como os sócios do negócio observaram a oportunidade que tinham para se sobressair no mercado perante os seus concorrentes. A sorveteria já possuía a qualidade e o sabor, a mudança no nome era o que faltava para que o negócio conseguisse voltar ao mercado como um dos melhores sorvetes. Atualmente, o sorvete continua sendo muito bem visto e é líder no mercado.

Esta e outras histórias você encontra no livro Oportunidades Disfarçadas, da editora Sextante . O livro é um catálogo de idéias e soluções para dificuldades vividas pelas empresas. Resultado de sete anos de pesquisa, este livro reúne 200 casos de companhias e pessoas que transformaram seus problemas nas chances de suas vidas.

 

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: