Saúde

RISCOS DO BHT DURANTE O ALEITAMENTO MATERNO

3 de julho de 2017

Nova pesquisa revela que a substância BHT em diversos produtos pode causar problemas de saúde, inclusive para bebês através da amamentação.

Ele está presente em diferentes produtos. Com a função antioxidante, cuja finalidade é evitar a decomposição de óleo e gordura e também de manter a conservação de produtos, é facilmente encontrado em alimentos industrializados, materiais de embalagens, cosméticos e até em medicamentos.  Descobriu de quem estamos falando? Do butil-hidroxitolueno, o BHT.

Embora tenha seu uso permitido por órgãos internacionais (como a FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) e nacionais (ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária) dentro de um limite considerado seguro, uma pesquisa realizada aqui no Brasil e coordenada pelo Ginecologista Obstetra, Diretor da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia – FEBRASGO, Dr. Corintio Mariani Neto, revela que o BHT pode ser prejudicial à saúde quando presente além do limite de segurança.

O estudo iniciado em Março de 2016 traz um alerta às lactantes que utilizam pomadas para fissuras mamilares à base de lanolina, pois alguns produtos comercializados aqui no Brasil utilizam o BHT em sua fórmula, mas se intitulam “puros” e omitem em suas composições a presença da substância. “No Brasil, o limite aceito para o BHT é de 0,03mg/kg de peso corpóreo (proporção equivalente a 1:1.000.000). O BHT é um derivado fenólico, pertencente a um grupo químico com alto poder tóxico para o fígado e rins”, revela o médico. Ainda de acordo com o profissional, estudos realizados em todo o mundo revelam que o BHT tem a capacidade de aumentar o teor de lipídeos e de colesterol no sangue, além de dificultar a absorção de nutrientes como as vitaminas A e D. Reações alérgicas como urticária e dermatite eczematosa também estão descritos em outros estudos. “Estudos registrados na década de 70 descrevem a ocorrência de tumores hepáticos em ratos, bem como a inibição in vitro da síntese de DNA de linfócitos humanos”, completa o ginecologista.

A pesquisa analisou as 5 principais marcas de pomada à base de lanolina para fissuras mamárias mais utilizadas do mercado, e os testes apontaram que embora nenhuma delas citem em seus rótulos a presença de BHT, 4 delas possuem a substância em sua composição, em concentrações que variam de 120 a 140ppm (partes por milhão), o que, segundo Dr. Corintio, “chama a atenção de quem se preocupa com a saúde do lactente”. Apenas a marca Lansinoh não apresenta BHT em sua composição.

Diante dessa realidade, a pesquisa alerta para que as lactantes prestem atenção nos rótulos e composições dos produtos analisando o grau de pureza de cada marca: É bastante recomendável que se informe sobre o grau de pureza do produto que será aplicado sobre a fissura mamária e que entrará em contato com a boca do bebê!”, finaliza Dr. Corintio.

Veja o vídeo com o ginecologista e obstetra Dr. Coríntio Mariani Neto falando sobre o tema.

Fonte: Dr. Coríntio Mariani

Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina / Universidade Federal de São Paulo (1973), mestrado em Obstetrícia e Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Tocoginecologia pela Universidade Estadual de Campinas (1999). Atualmente é professor e coordenador da Área da Saúde da Mulher do Curso de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo, vice-presidente da Comissão Nacional de Aleitamento Materno da Febrasgo, diretor técnico do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, diretor financeiro da Febrasgo e delegado da Capital da Associação Paulista de Medicina e da Associação Médica Brasileira. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Obstetrícia, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão hospitalar, parto humanizado, aleitamento materno, indução do parto, cardiotocografia e gestação de alto risco.

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: