Receitas

Campanha da Zahil brinda ao amor de mãe sem rótulos em todas as relações

30 de abril de 2021

Ação batizada de “Dia das Mães sem Rótulos” homenageia todos os tipos de mães e todos os tipos de filhos, dando voz ao amor, ao respeito, à amizade e à empatia que traduz a maternidade

Zahil sempre teve como um de seus valores mais importantes “o vinho tratado com respeito”. Tão plural como o universo dos vinhos, também são seus apreciadores. Por isso, cada vez mais a importadora tem adotado uma comunicação que fale com a diversidade, algo que tem se refletido em suas campanhas, assim como na ação “Dia das Mães sem Rótulos”. A importadora aproveita a data para celebrar a expressão do amor de mãe em todas as relações e para homenagear todas as pessoas que têm um coração que sempre cabe mais um.

“Com essa campanha, queremos que todos sintam-se à vontade para homenagear no Dia das Mães a quem quer que seja merecedora ou merecedor desse reconhecimento”, conta Rodrigo Volponi, Diretor de Marketing da Zahil “Queremos nos conectar com a mãe biológica e com a adotiva. Com a mãe que é avó, com a irmã mais velha que cuida como mãe, com os pais que preenchem esse amor na vida dos filhos, e até mesmo com aquela amiga que em algum momento representou esse papel quando mais precisamos”, explica o executivo.

Receita de família no Dia das Mães

São infinitas as formas de expressão do amor de mãe, uma das mais afetivas é a gastronomia, afinal, quem nunca usou a frase “comida de mãe” como elogio a quem tem o dom de cozinhar? Para representar essa conexão pela gastronomia, a Zahil convidou a chef Bella Masano, do Restaurante Amadeus, e sua mãe Ana Masano, para compartilharem uma receita que representa a união entre elas.

A receita ‘Lagosta em Mar Vermelho’ está disponível no blog da Zahil (https://zahilblog.com.br/paixao-de-mae-e-filha/) e para acompanhar este prato, a Zahil sugeriu o vinho português Prova Régia.

Prova Régia (Quinta da Romeira, Bucelas – Portugal)

Produzido pela Quinta da Romeira da região de Bucelas, área metropolitana de Lisboa. Um puro Arinto, que apresenta todo o frescor da casta e um final persistente e levemente salino que lembra a maresia, justamente como a cozinha de Bella.

A Zahil também selecionou vinhos igualmente diversos para prestigiar cada uma dessas mães (veja aqui – https://www.zahil.com.br/dia-das-maes-2021).

Linha Portillo (Bodegas Salentein, Vale do Uco – Argentina) 

‘Portillo’ faz referência à fenda encontrada na Cordilheira dos Andes que permitiu por muito tempo o trânsito entre a Argentina e o Chile.

A Bodegas Salentein não está muito longe dali e elegeu este nome para batizar sua linha de vinhos, cujo objetivo é ingressar ao fascinante mundo desta incrível bodega, pioneira do Vale do Uco.

Os Portillos são vinhos jovens e descontraídos, que expressam cada variedade de uva com frescor e leveza.

Tradition Réserve Cabernet Sauvignon ou Carménère (Chateau Los Boldos, Cachapoal Andes – Chile) 

Produzidos com uvas de vinhedos próprios e engarrafado na propriedade, os Tradition Réserve mostram as influências dos Andes e o mosaico de solos encontrados no Cachapoal Andes nos seus varietais mais emblemáticos. São vinhos jovens, de sabor intenso, perfeitos para ocasiões informais e relaxadas.

Cantarutti Rosé (Cantarutti, Friuli – Itália) – Lançamento

A Azienda Agricola Cantarutti fica no Friuli, região nordeste da Itália, famosa pela produção de vinhos brancos vibrantes. A grande novidade é que acabamos de receber seu mais novo vinho, o Cantarutti Rosé! Um vinho elaborado 100% com a uva Merlot que, de acordo com a própria Antonella Cantarutti, é inspirado nos rosés da Provence, com notas florais e cítricas em destaque. Uma ótima combinação para peixes, frutos do mar, queijos macios e até mesmo pizza!

Numina Gran Corte (Bodegas Salentein, Vale do Uco – Argentina)

O primeiro vinho de corte produzido pela Salentein foi o Numina Gran Corte, que se tornou um dos rótulos mais emblemáticos do produtor. Desde 2009, Numina passou a ser produzido pelas mãos de José ‘Pepe’ Galante, uma lenda da enologia argentina.

O vinho sempre tem a base feita com a Malbec, que é acompanhada a cada ano por partes diferentes de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Petit Verdot. O estágio prolongado em barricas de carvalho francês, confere mais complexidade a esse corte, ao mesmo tempo que equilibra o álcool, a acidez, e amacia os taninos.

Rótulos

Sobre a Zahil

Fundada em 1986 pelos irmãos Antoine Zahil e Serge Zehil, a importadora passou a se dedicar exclusivamente à importação de vinhos a partir de 1999. A qualidade dos vinhos é a principal estratégia da Zahil, sendo criteriosamente selecionados por uma equipe de especialistas sob a competente consultoria de Jorge Lucki, expert em vinhos e referência nos mercados brasileiro e internacional. Os vinhos produzidos por cerca de 70 produtores, em 11 países, são importados e distribuídos com exclusividade em todo o território brasileiro, com destaque para a presença nas cartas de mais de 2000 dos melhores restaurantes nacionais. A cuidadosa seleção conta com nomes de peso que representam as principais regiões produtoras e estilos de vinhos ao redor do mundo.

Gostou deste post? Leia também “Dia das mães: 85 filmes sobre gestação e maternidade que vale a pena assisitir”

 

 

 

 

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: