Decoração & Design

Dicas para realizar casamento feito em casa

22 de maio de 2019

Hoje em dia, casamento nem sempre está na lista de desejos da maioria dos casais. Mas, quando achamos aquela pessoa que parece ser o amor das nossas vidas e passa pelo coração aquele desejo de viver com ela para todo o sempre, nem sempre esse desejo todo cabe no bolso.

Hoje em dia, casar nem sempre está na lista de desejos da maioria dos casais. Mas, quando achamos aquela pessoa que parece ser o amor das nossas vidas e passa pelo coração aquele desejo de viver com ela para todo o sempre, nem sempre esse desejo todo cabe no bolso.

E é aí que fica o dilema, entre fazer uma festa dos sonhos – mas sabendo que não se tem possibilidade financeira para isso – ou dar voz aos sentimentos e investir na empreitada de uma festa mais simples, caseira, sem luxo, alugando uma chácara em São Paulo, por exemplo, para fazer sua festança!

Se você está pensando em fazer festa modesta, mais ao modo “feito em casa”, de modo a evitar ter que pagar muito para ter profissionais diversos prestando serviços que podem ser incríveis, mas que não estão dentro das suas possibilidades, preparamos algumas dicas para resistir à tentação de gastar demais e para que você possa evitar já adquirir dívidas logo ao início da vida de casado!

Alias, cabe lembrar! Muitos itens, se bem organizados, podem ajudar a baratear bastante os custos finais de um casamento e, assim, você poderá pensar numa cerimônia com muito bom gosto, num ambiente agradável como uma chácara e curtir seu dia especial sem grandes preocupações com a conta bancária!

Além, é claro: essas economias que sugerimos aqui poderão ajuda-lo a investir um pouco mais de dinheiro para aquela viagem dos seus sonhos ao lado da pessoa amada ou em construir/decorar seu novo lar com mais possibilidades de investir em algo para o casal. Acompanhe algumas sugestões que preparamos para você!

Dica 1 – Que tal economizar no casamento civil?

Agende o casamento civil para a mesma ocasião do casamento religioso ou para o local da festa, como algumas variadas opções de chácaras para alugar. Isso o ajudará a economizar com fotos, decoração e demais serviços profissionais, além de maquiagem, vestuário… Alguns cartórios realizam esse serviço com custos diferentes de deslocamento, então procure um juiz de paz que possa realizar o casamento civil na mesma região onde será agendado, de modo a evitar gastos demasiados com deslocamento e taxas. Se você vai casar em casa, escolha um cartório do seu bairro!

Dica 2 – É possível reduzir custos de uma cerimônia religiosa! 

Muitas igrejas cobram taxas para realizar a cerimônia de casamento religioso. Geralmente, as mais badaladas são aquelas que fazem esse serviço a um custo bem mais alto. Então evite esses locais que estão na rota mais cobiçada dos noivos e opte por um lugar que não seja caro. Uma outra dica importante aos noivos é que optem por uma igrejinha menor, o que ajuda a diminuir a quantidade de itens de decoração – e o que deixa as fotos mais bonitas, com a sensação de “casa cheia”. Agora, caso o casal esteja disposto a abrir mão da igreja, vale a pena pedir ao padre ou a um pastor que realize uma bênção diretamente no local da festa. Assim você pode economizar, mais uma vez, com itens como a decoração e o deslocamento dos profissionais e convidados da celebração, além de deixar o ambiente mais espiritualizado, o que é um item muito importante para quem vai iniciar uma vida a dois, de modo a trabalhar desde o início da relação um formato de vida voltado à meditação, ao agradecimento, ao amor ao próximo, à uma sintonia com a transcendência e com a natureza.

Dica 3 – Casar durante o dia é mais barato! 

Se o casal não possui um orçamento avantajado, vale à pena pensar na possibilidade de fazer uma cerimônia pela manhã, seguida de um almoço, ou logo à tardezinha, acompanhada de um pequeno coquetel com bebidas e um bolo para os convidados. Isto porque os aluguéis diurnos são bem mais baratos e a grande maioria dos fornecedores faz bons descontos para contratos fechados em horários de menos giro. Além do mais, a luz diurna tem um impacto maravilhoso nas fotos e na filmagem e uma festa feita ao ar livre ainda garante a possibilidade de fazer uma decoração bem mais criativa, barata e bonita. Optar por uma decoração mais natural, com flores da estação ou do seu próprio jardim poderá sair bem mais em conta. Se você quiser algo mais acessível, usar uma decoração com fitas , por exemplo, pode dar um efeito atrativo aos olhos, deixando o espaço com um aspecto inventivo e isso custa muito menos.

Dica 4 – Escolha a estação do ano mais econômica!

É fato: os meses de maio e de setembro são os mais caros. Isto ocorre porque são meses de mudança de estação e tradicionalmente têm mais casamentos, pois maio é considerado o mês das noivas e setembro é o início da primavera. Geralmente os meses de outono e de inverno não estão no período de preferência dos casais devido ao clima, então podem ser uma boa opção para quem deseja cortar ainda mais gastos. Uma dica interessante é, na hora de fazer a escolha da data, pensar na possibilidade de produzir os convites em casa, adotando cores padronizadas com as tendências de cores da estação.

Dica 5 – Produza você mesmo os convites!

Uma ótima possibilidade é buscar a originalidade, escrevendo o convite de casamento à mão, por exemplo! Vale à pena produzir algo especial para os convidados, não é mesmo? Se forem muitas pessoas, uma possibilidade é fazer isto para os pais, padrinhos e parentes mais próximos, como avós e irmãos. Ou, ainda, uma excelente alternativa é fazer alguma versão de convite online… No fim das contas, isso ajudará a reduzir significativamente e ainda mais os custos! Se você não tem muita ideia de como pode fazer isso, por meio de uma simples busca na internet poderá encontrar diversos sites com textos ou vídeos contendo tutoriais. Você poderá economizar bastante se conseguir se planejar para confeccioná-los com antecedência, o que evitará corre-corre e ajudará a obter o efeito desejado!

Dica 6 – Faça você mesmo suas lembrancinhas! 

Para a lembrancinha vale tudo: desde usar fitas de cetim, velas, taças, cestas… Veja sua possibilidade financeira e coloque a mão na massa! Pense em algo prático, despojado e que tenha a cara dos noivos. Vale desde uma poesia até algum item mais irreverente, como um chaveiro, um porta-copos ou outros objetos mais mimosos, como também algum docinho bem-casado ou um potinho com frutas. Para a produção das lembrancinhas, vale à pena convidar amigos e familiares mais próximos para ajudar a confeccioná-las, o que ajudará a evitar desgastes físicos e deixará a linha de produção mais rápida – além de garantir momentos especiais de convivência também com seu(a) parceiro(a) até a hora do tão desejado SIM!

Dica 7 – Faça a decoração com base na lista de convidados

Se o seu orçamento for muito limitado, estipule um número de convidados e atenham-se a ele, sem remorso. Pense naquelas pessoas que vocês precisam convidar e nas que realmente gostariam de convidar, só fazendo concessões para casos realmente imprescindíveis. Sempre é possível economizar, por isso, na hora de decorar pense na quantidade de mesas, no espaço que utilizará para circulação e quantidade de convidados e prestadores de serviços. Daí sim, tendo números em mãos, estipule possibilidade de arranjos de mesa, detalhes para guardanapos, cadeiras, flores, enfeites, dentre outros. Tudo pode ser feito em casa. Uma boa dica é conferir imagens de outros casamentos que você pode pegar na internet ou revistas especializadas e, com base nisso, produzir seu próprio ateliê!

Gostou destas dicas? Aproveite e sonhe com o dia do seu casamento, sabendo que tudo é possível para quem está disposto a fazer pequenas concessões! Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude outras pessoas a também aprenderem a economizar e a encontrar dicas para realizar um casamento dentro de suas possibilidades financeiras!

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: