Mulher & Maternidade

Entretendo os filhos no período de férias escolares, o que fazer?

13 de dezembro de 2019

Férias escolares é sinônimo de “criançada em casa” depois de um longo período de aulas, as crianças aproveitam esse período para se divertir e brincar. Porém, muitas vezes os pais ficam sem opções para preencher todo esse tempo livre das crianças, e o ideal é sempre buscar mecanismos de entretenimento.

Com a rotina das crianças mudando durante as férias, é de se esperar que a rotina dos pais também mude. Muitos trabalham durante a maior parte do tempo, outros, usam a parte do dia em que as crianças estão na escola para cumprir os afazeres da casa – Tem também, aqueles que trabalham Home Office.

Dar conta de entreter as crianças, de fato não é uma tarefa fácil. Com toda a energia que elas têm para gastar é preciso usar a criatividade de mãe e proporcionar o máximo de atividades possíveis, para que esses dias de descanso sejam bem aproveitados e divertidos, e não exaustivos.

O espaço Buticabeira, famoso por ser o maior buffet infantil a céu aberto de São Paulo, convidou três mães para um bate-papo sobre filhos, trabalho e a alternância da rotina ao longo do período de férias escolares.

Jaqueline Cintra (29) tem quatro filhos e, aponta que as férias é a parte mais complicada do ano, uma vez que, não é só a escola que entra de férias, todas as atividades extracurriculares também entram. Então não tem futebol, não tem inglês, não tem aula de música. As crianças ficam integralmente disponíveis. Sendo assim, ela procura ao máximo usar todos os recursos disponíveis “Os aparelhos eletrônicos são liberados por um mais de tempo. A casa dos avós também quebra um galho, a vantagem de ter um parque quase do lado de casa ajuda muito”. Afirma Jaqueline.

Ela também ressalta, que é sempre bom estar atenta ao uso dos aparelhos eletrônicos “Quando as crianças pegam o celular, ou o vídeo game, é muito difícil fazer largar, então procuro sempre deliberar um tempo para cada coisa, assim, eles conseguem fazer outras atividades. Os Meus filhos se interessam por absolutamente tudo – até por documentários de geleiras (risos). Então uso disso para criar jogos, desenhos, e dá-lhe criatividade”. Diz Jaqueline, referindo-se a importância de desenvolver uma certa engenhosidade com as crianças.

Com a Jaqueline, essa alternância na rotina começou com seu primogênito, Murillo, que hoje tem 12 anos. De lá para cá, ela procura aperfeiçoar suas técnicas de entretenimentos a cada ano que passa. “Eu já me sinto uma expert das férias (risos) ” Conclui.

férias

Do outro lado temos Iolanda Christy (26) que ainda está se adequando a rotina de férias. A chef de cozinha e mãe há 3 anos, é adepta à um planejamento antecipado, para que ela consiga conciliar o trabalho e ainda dedicar um tempo para curtir as férias com o filho “ Bom, para as férias, eu já estou até me programando no bloco de notas. Pretendo levar ele para passear nos dias livres, em que não vou estar ocupada com o trabalho, marquei um passeio na praia – que ele adora, pintar quadrinhos em casa, levar ele no parque, andar de bike, essas coisas”.  A chef defende brincadeiras interativas, de preferência ao ar livre. “ O Fred (filho), não fica entretido muito tempo com desenhos, então, busco ao máximo acompanhar o ritmo dele”. Diz.

Quando a agenda aperta, Iolanda também recorre aos avós para conseguir equilibrar o trabalho e as férias do pequeno. Mas não é sempre que esse recurso é necessário “ Quando não estamos trabalhando fora (Iolanda e o Marido Eduardo Garbim) acabo realizando o trabalho de casa mesmo. Então trabalhar e dar atenção para ele fica um pouco mais difícil, e mesmo com os desenhos liberados para ele assistir, o que ele gosta mesmo é de me acompanhar, então arrumo um espacinho para ele brincar ao meu lado – Ele gosta de fingir que está cozinhando comigo, e nessas horas vale tudo para entretê-lo (risos)” .

férias

Iolanda e Jaqueline, são casadas e durante o período de férias, ainda conseguem contar com a ajuda e o apoio dos maridos. Só que para a confeiteira Suzanny Aquino (30), a situação é outra. Mãe solo de dois meninos, Suzanny trabalha majoritariamente em casa e diz que a maior dificuldade é conseguir atender todas as demandas e ainda dar atenção para eles.

“As férias escolares influenciam totalmente na minha rotina, sou mãe solo e trabalho em casa. Sou confeiteira, e utilizo o tempo que estão na escola para resolver minhas coisas, como ir ao mercado, banco e trabalhar nas encomendas. Quando eles estão em casa, eu tenho que leva-los comigo na maioria das vezes”. Relata Suzanny. Ela diz também que aproveita o período para passar um tempo de lazer com os meninos.

“Quando estão em casa, eles gostam de brincar de bola na garagem, ver filmes, jogar vídeo game e as vezes ficam entretidos no celular. O Léo(O primogênito) está começando a ler alguns livros, mas ainda assim, gosta de brincar com o irmão mais novo, os dois tem muita energia para gastar” Conta a confeiteira, que assim como as outras mães, se preocupam ao máximo, em driblar o tedio das crianças, e proporcionar atividades para as elas durante as férias.

Nem sempre dá para viajar com as crianças, então assim como as mães acima, cabe aos pais procurar saídas durante esse período. Com um vasto conhecimento em entreter a criançada, o espaço Buticabeira separou algumas dicas que podem ajudar e estimular a criatividade:

  • Atividades recreativas: Pintar, correr, pular corda. É sempre bom lembrar de manter as crianças em movimento. Essa fase de desenvolvimento, a criança tende a ser muito enérgica. É importante estimular as atividades que trabalhem a atenção e a disposição.
  • Brincar com outras crianças: As crianças estão acostumadas a terem os coleguinhas da escola para brincar. No período de férias, combine com os outros pais de proporcionarem um encontro entre eles – Ou até mesmo com os primos, irmãos e vizinhos.
  • Não tenha medo de pedir um apoio: Às vezes, alguns imprevistos acontecem, e com as crianças em casa, pode ficar um pouco difícil resolver certas coisas. Peça ajuda aos avós, parentes ou amigos próximos.
  • Um tempo para vocês: As férias também é a chance de passar aquele tempo extra com os pequenos. Aproveite para ir ao parque, cinema, brincar juntos e interagir ao máximo.

Por Sandro Christy

Sobre o Buticabeira

Na década de quarenta, um homem que, mais tarde, teria uma netinha chamada Vera, plantou um pé de jabuticabeira no quintal de casa. Após décadas, durante uma conversa, Vera e sua amiga Fernanda perceberam a necessidade de um local charmoso e intimista para realizar a festa de seus filhos. Foi aí que nasceu o espaço Buticabeira, hoje considerado o maior buffet infantil a céu aberto de São Paulo.

Bem diferente dos buffets convencionais, fliperama e eletrônicos saem de cena e dão lugar a circuito de arvorismo com tirolesa de carrinho, ponte de corda, escadinha suspensa, teia de aranha e uma parede de escalada com seis metros de altura, tudo isso dividindo espaço com árvores frondosas e frutíferas. O mais legal é que todas as atividades atendem crianças e adultos. Além de festas infantis, o quintal com cobertura retrátil recebe eventos sociais e corporativos, com ambiente familiar e toque de elegância.

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente! Sua opinião é muito importante!

%d blogueiros gostam disto: